Anonymous
Anonymous asked in Entretenimento e MúsicaOutras - Entretenimento · 1 decade ago

resumo do livro: QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO?

Agradeço muito a quem fizer isso para mim... não tenho tempo de praticar a leitura do livro... uashauh

Preciso para hoje 7/10/2009

3 Answers

Rating
  • Anonymous
    1 decade ago
    Favorite Answer

    Em um labirinto estavam dois ratos e dois duendes, que viviam em uma busca constante de queijo;eles vestiam seus tênis e saiam a procurar.Os humanos q/ tb lá viviam eram mais racionais e os ratos mais instintivos. Um dia eles encontraram uma enorme montanha de queijo que ficava em um local chamado posto “C”.Após esta descoberta os ratos continuavam suas rotinas normais, todos os dias iam correndo até o Posto “C”; já os duendes começaram a acordar tarde, e caminhar bem devagar até o Posto “C”.Um dia o queijo desapareceu; os ratos saíram correndo a procura de um novo ponto, já os duendes que não notavam essas mudanças ficaram surpresos. Como o queijo era muito importante eles ficaram muito tempo pensando no que havia acontecido, e ao invés de buscar uma solução ficavam reclamando dizendo que isso não era justo.Durante muito tempo os duendes saiam todos os dias, assim como faziam antes e iam até o posto “C”, imaginando que o queijo voltaria para lá, o que não acontecia. Até que Haw, o duende, disse para analisarem a situação, e que o queijo não iria mais voltar, mas Hem não queria acreditar que teriam que procurar outro queijo. .Enquanto isso os ratos que haviam percebido a mudança e saído a procurar, degustavam o novo queijo encontrado no ponto “N”.Hem, totalmente pessimista continuou no ponto “C”, mas Haw enfrentou o medo e saiu a procurar um novo queijo e começou a sentir o gosto da aventura novamente e se imaginava saboreando um novo queijo. No final Haw depois de muito esforço, encontrou um novo queijo e ficou torcendo para Hem que ficara no Posto “C”, tomasse uma atitude e passasse tb a buscar o seu queijo.

  • 1 decade ago

    Quem mexeu no meu queijo” deve ser usado como uma maneira fantástica de lidar com as mudanças em seu trabalho e em sua vida. Ele conta a historia de quatro pequenos personagens que corriam em um labirinto à procura de queijo para alimentá-los e fazê-los felizes. Dois eram ratos, chamado Sniff e Scurry; e dois duendes que pareciam muitos com as pessoas de hoje, e agiam como elas, seus nomes eram Hem e Haw. O autor relata ainda no início da história que usando seus próprios métodos, todos eles descobriam o que procurava.

    Essa fascinante e pequeno livro, simples e de fácil entendimento, encarado de inicio como história infantil ou aparentemente sem importância; após lida torna-se uma enciclopédia diante de todos seus ensinamentos, que ora bem interpretados, poderão ser utilizados como referência para o resto de sua vida, tanto pessoal quanto profissional. De fato a “MUDANÇA” é o maior objetivo desta obra e se pararmos para refletir, veremos que esse passo em busca do novo nos acompanha desde que ainda engatinhávamos, ou seja, aprendemos a andar, falar, conviver em grupo, ler e escrever, deixamos a infância, depois a adolescência, escolhemos nossa profissão, etc. e toda essa transformação nunca deixa de existir.

    A narrativa em questão nos mostra dois caminhos a serem seguido por aquele labirinto. O primeiro, seguido pelos ratos através do método de tentativa e erro, que apesar de simples e objetivo chega a ser eficiente, porem não eficaz. O segundo, seguido pelos duendes, um tanto estreito por se tratar de atividades centralizadoras, sem o aproveitamento de fato do raciocínio que os mesmos detinham. No entanto os personagens deixam explícita a falta de planejamento e estratégia em busca de seu desejo maior, o queijo. Mas, como citei anteriormente que este livro é direcionado à mudança, o duende Haw passa a ser o protagonista principal da história, uma vez que este se cansa de agir com a emoção e passa a agir com a razão, encarando de fato uma nova realidade. Ele já estava fadigado à espera por milagre e no fundo sabia que os ratos estavam sendo mais espertos em sair a procura de novos queijos após acabar o estoque do Posto C; e no fundo tinha em seu consciente a certeza de que também era capaz. Haw até tenta convencer seu parceiro Hem a acompanhá-lo em busca do novo, no entanto este não tinha a mesma visão.

    O impacto dessa mudança é grande, e ele chega ao ponto de tentar desistir, mas essa liberdade, força de vontade e acima de tudo seus sonhos, substituem o medo que o acompanhava desde o inicio, sendo que em questão de tempo, mais cedo ou mais tarde seu objetivo seria alcançado.

    A história chega a ser tão atraente que nos deparamos dentro do contexto e acabamos esquecendo que a mesma está sendo narrada por Michael numa reunião de colegas da escola. Essa forma indutiva influencia os passos do leitor, que acaba encarando a situação não apenas voltado a administração, mas como a vida de um modo geral no nosso cotidiano.

  • ?
    Lv 4
    1 decade ago

    Resumo do livro Quem Mexeu no Meu Queijo? - Era uma vez dois ratinhos e dois homens que viviam no mesmo labirinto. Alimentavam-se apenas de queijo e, como haviam encontrado um quarto repleto dessa iguaria, foram felizes até a comida desaparecer misteriosamente....O livro traz uma bela e divertida fábula mostrando que tudo na vida é mutável. O queijo representa o que desejamos: a felicidade, o amor, o trabalho, o dinheiro. O labirinto representa a vida real, com seus problemas e as saídas que criamos para suplantá-los. A partir da análise da parábola, o autor mostra que é possível encontrarmos um sentido verdadeiro para a vida, por meio da compreensão de nossos desejos e medos.

Still have questions? Get your answers by asking now.